O pronome LHE, esse desconhecido. Vamos bater um papo sobre ele?

0
7

Hoje, vamos tratar de algo importante para a língua portuguesa. Vamos falar de pronome, mais especificamente o pronome do caso oblíquo chamado LHE.

Antes é preciso registrar que os pronomes oblíquos estão em franco desuso na linguagem cotidiana, mais precisamente na linguagem verbal. É muito difícil alguém falar assim: “vou vê-lo”. O que se diz é “vou ver ele”; ninguém fala “derrubei-o no chão” e sim “derrubei ele no chão”. E também ninguém pronuncia “servi-lhe o melhor prato da casa” e sim “servi para ele o melhor prato”.

Os pronomes do caso oblíquo são aqueles famosos: me, mim comigo, te, ti, contigo, lhe, lhes, o, os, a, as, se, ele, si, contigo, consigo, nos, conosco, vos e convosco.

Bom, quer saber como se emprega este famoso LHE? Não é tão difícil assim. Ouça o áudio do professor Marcos Lock e mate a saudade dele, afinal, ele continua sendo importante nas redações de concursos e do Enem, nas petições de advogados e vários textos empresariais.


 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here