MAURINO NOBRE ESCREVE — “Onde está a mamãe?”

0
32

Ela já foi a rainha do lar. Um ser do qual se dizia que: “Ser mãe é padecer no paraíso”.  Alguém, cantada e decantada em em prosa e verso, que fazia um outro ser, saudoso recordar do chinelo na mão, do avental todo sujo de ovo. Mas os tempos mudaram.

Hoje, a mãe é a rainha de uma grande empresa de marketing, CEO de uma multinacional que fatura bilhões de dólares anuais! Poderosa! Sim, está no comando de várias nações, idem na cabine de um potente caminhão, ou no acento da esquerda de uma gigantesca aeronave que corta céus em voos internacionais.

Onde está você mamãe? Será que nesse teu novo mister que nós, sociedade evoluída — que não morre mais de pandemias terríveis — te incumbimos, sim, nesse teu “modus vivendi” que te faz adiar e adiar a maternidade, não haveria nem mais um resquício daquela mulher “bela, recatada e do lar”? Claro que no mais recôndito da tua alma, a despeito de todos os teus outros poderes odiernos, você ainda ali está: mamãe.

Por Maurino Nobre do Nascimento, poeta e escritor ji-paranaense, em 10/5/2020



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here