Justiça desconsidera arrependimento e tira prefeita presa da disputa em Cacoal

0
28
A JUÍZA EMY KARLA YAMAMOTO ROQUE, DA 11ª ZONA ELEITORAL DE CACOAL

A juíza Emy Karla Yamamoto Roque, da 11ª Zona Eleitoral de Cacoal, não aceitou a retratação da prefeita Glaucione Rodrigues Neri, que no último dia 15 desistiu de renunciar como candidata a reeleição na cidade. Ela, que está presa por corrupção em Porto Velho, encaminhou um documento à Justiça dizendo que não queria mais disputar. Dias depois desistiu dessa renúncia, alegando que sua nova decisão tinha aval de seu partido, o MDB, a quem caberia dar a última palavra. Paralelamente, a própria Coligação da prefeita presa deliberou e indiciou um novo candidato: Marco Aurélio Blaz Vasques.

Na decisão, a juíza entendeu diferente de Glaucione e afirmou que a retratação de sua renúncia não tem valor e não é aceita na Justiça Eleitoral, uma vez que a renúncia foi feita de acordo com a legislação e até com firma reconhecida.

 CLIQUE E CONFIRA A DECISÃO



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here