Ji-Paraná volta à Fase 2 e comércio recupera funcionamento amplo de lojas

0
16

O Governo do Estado de Rondônia, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), encaminhou para a Prefeitura Municipal, no final da tarde desta quarta-feira (08), relatório técnico reclassificando a cidade de Ji-Paraná na Fase 2 do Plano Estadual de Contingenciamento e Enfrentamento ao Coronavírus. 

Com a reinserção diversas atividades comerciais voltam a ser liberadas ao funcionamento, mas precisam  manter os cuidados e recomendações de higienização e distanciamento social.

Nesta terça-feira (7), a equipe da secretaria municipal de Saúde e do comitê municipal de enfrentamento ao Coronavirus, protocolou todas as informações necessárias, demonstrando ao Governo Estadual que o cenário ji-paranaense é corresponde aos critérios estabelecidos para Fase 2 e, portanto, não era cabível as restrições impostas às atividades empresariais da cidade.

O município pela avaliação realizadas nos últimos sete dias, mantém taxa de ocupação em leitos de UTI em 66,0%; incidência regular para novos casos confirmados de covid-19, além de aos municípios circunvizinhos.

O prefeito Marcito Pinto (PDT), ao ser informado da decisão, parabenizou e agradeceu o governador Marcos Rocha e a equipe técnica da Sesau pela sensibilidade e por considerar o cenário de cada município e, não apenas o da Macrorregião.


Com a reclassificação para a fase 2 podem voltar a funcionar, seguindo as recomendações sanitárias e de saúde, as seguintes atividades:

  1. a) corretoras de imóveis e de seguros;
  2. b) concessionárias e vistorias veiculares;
  3. c) restaurantes, lanchonetes, sorveterias e afins para consumo no local;
  4. d) academias de esportes de todas as modalidades;
  5. e) shopping centers e galerias;
  6. f) livrarias e papelarias;
  7. g) lojas de confecções e sapatarias;
  8. h) lojas de eletrodomésticos, móveis e utensílios;
  9. i) lojas de equipamentos de informática e de instrumentos musicais;
  10. j) relojoarias, acessórios pessoais e afins;
  11. k) lojas de máquinas e implementos agrícolas;
  12. l) centro de formação de condutores e despachantes;
  13. m) salões de beleza e barbearias; e
  14. n) atividades religiosas presenciais.

As atividades abaixo também continuam liberadas, seguindo as recomendações sanitárias e de saúde:

  1. a) açougues, panificadoras, supermercados e lojas de produtos naturais;
  2. b) atacadistas e distribuidoras;
  3. c) serviços funerários
  4. d) hospitais, clínicas de saúde, clínicas odontológicas, laboratórios de análises clínicas e farmácias;
  5. e) consultórios veterinários e pet shops;
  6. f) postos de combustíveis, borracharias e lava-jatos;
  7. g) oficinas mecânicas, autopeças e serviços de manutenção em geral;
  8. h) serviços bancários, contábeis, lotéricas e cartórios;
  9. i) restaurantes e lanchonetes localizadas em rodovias;
  10. j) restaurantes e lanchonetes em geral, para retirada (drive-thru e take away) ou entrega em domicílio (delivery);
  11. k) lojas de materiais de construção, obras e serviços de engenharia;
  12. l) lojas de tecidos, armarinhos e aviamento;
  13. m) distribuidores e comércios de insumos na área da saúde, de aparelhos auditivos e óticas;
  14. n) hotéis e hospedarias;
  15. o) segurança privada e de valores, transportes, logística e indústrias;
  16. p) comércio de produtos agropecuários e atividades agropecuárias;
  17. q) lavanderias, controle de pragas e sanitização; e
  18. r) outras atividades varejistas com sistema de retirada (drive-thru e take away) e entrega em domicílio (delivery).

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here