IBGE declara Ji-Paraná e Cacoal capitais regionais de Rondônia

0
17
VISTA AÉREA DE JI PARANÁ, SITUADA NO CENTRO GEOGRÁFICO DO ESTADO DE RONDÔNIA

As cidades de Ji-Paraná e Cacoal se tornaram as duas novas capitais regionais de Rondônia. É o que mostrou nesta quinta-feira (25) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ao divulgar a pesquisa Regiões de Influência das Cidades de 2018 (REGIC 2018).

Segundo o IBGE, Cacoal subiu dois níveis no último levantamento, saindo de Centro Sub-Regional B (em 2007) para Capital Regional C em 2018. Já Ji-Paraná, antes de se tornar capital regional, estava enquadrada como Centro Sub-Regional A.

A classificação de capital regional serve para centros urbanos com alta concentração de atividades de gestão – mas com alcance menor, em termos de região de influência, em comparação com as metrópoles. Ao todo, o Brasil ficou com 97 cidades classificadas como Capitais Regionais.

“Os maiores crescimentos proporcionais [de capitais regionais] ocorreram em Rondônia e Mato Grosso, que tiveram mais duas cidades além das capitais estaduais com este status”, diz o IBGE

No REGIC divulgado nesta quinta-feira também subiram de níveis as cidades de Ariquemes e Vilhena, que em 2007 eram consideradas Centros Sub-Regionais B e agora passaram a ser Centros Sub-Regionais A. Segundo o IBGE, o novo relatório também indica que as cidades de Jaru e Rolim de Moura ascenderam de Centro de Zona A para Centros Sub-Regionais B.


Enquanto isso, Guajará-Mirim, Ouro Preto do Oeste e Pimenta Bueno subiram dois níveis, tornando-se também Centros Sub-Regionais B. Cerejeiras e Machadinho D’Oeste mantiveram o status de Centro de Zona B entre 2007 e 2018. Colorado do Oeste completa as cidades rondonienses com este status.

Como as cidades são divididas?

O IBGE divide as cidades em cinco níveis: metrópoles, capitais regionais (A, B e C), centros sub-regionais (A e B), centros de zonas (A e B) e centro local.

Em Rondônia, a cidade com maior hierarquia é Porto Velho, que manteve o status de Capital Regional B entre 2007 e 2018. A capital rondoniense também está na área de influência da metrópole Brasília, enquanto Rio Branco faz parte da área de influência de Porto Velho.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here