O governo do Estado de Rondônia recebeu nesta segunda-feira (27), por meio do programa “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”, de uma multinacional do seguimento alimentício um novo anexo hospitalar no Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), em Porto Velho.

O novo anexo foi construído em 35 dias e conta com 56 leitos clínicos, sendo dois quartos para isolamento, que darão acesso direto ao Cemetron. “Com estes leitos, somados aos do governo do Estado, iremos melhorar a nossa capacidade no combate e no enfrentamento desta doença. É vital essa consciência das empresas em ajudar e contribuir com bem-estar da população, temos várias e contamos com a sensibilidade das outras”, destaca o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha. 

A unidade foi construída em estrutura modular, semelhante a outras unidades de saúde de São Paulo e do Rio Grande do Sul, construídas pela mesma empresa. E tem como objetivo principal o enfrentamento à pandemia no atendimento de pacientes com o novo coronavírus e, posteriormente, para os atendimentos de rotina, visto que trata-se de uma instalação permanente.

Em Rondônia, o programa de responsabilidade da multinacional prevê a doação de R$ 16,2 milhões, sendo R$ 10 milhões para o Estado e R$ 6,2 milhões para seis cidades rondonienses, beneficiando cerca de 800 mil pessoas. Em balanço publicado recente pela empresa, até o momento já realizou doações em Porto Velho, Cacoal, Pimenta Bueno, São Miguel do Guaporé, Colorado do Oeste e Vilhena. 

Entre junho e julho, foram entregues nesses municípios cerca de 350 mil equipamentos de proteção individual (máscaras cirúrgicas, luvas descartáveis, viseiras faciais, aventais, propés, macacões e toucas), 15 mil itens de higiene e limpeza (álcool em gel, sabonete líquido, água sanitária e sacos de lixo), mais de 3 mil cestas básicas, equipamentos hospitalares (raio-x) e uma ambulância. 




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here