Escola de Ji-Paraná é a primeira colocada no Programa ‘Escola Novo Tempo’

0
19

A escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Professor Alejandro Yague Mayo, de Ji-Paraná, foi a primeira classificada  entre os 11 estabelecimentos que adotaram o Programa Escola Novo Tempo e que obtiveram o melhor resultado em notas e taxas de aprovação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) na região Norte em 2019. Ela conquistou conceito 6,0.

Essas escolas estaduais de Ensino Médio em Tempo Integral, de diferentes cidades de Rondônia, são supervisionadas pela Gerência de Educação Básica e Sub-Gerência de Educação Integral da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), 

Os demais estabelecimentos educacionais rondonienses classificados foram estes:  Cândido Portinari (Rolim de Moura), 5,7; Juscelino Kubitschek de Oliveira (Alta Floresta d’Oeste), e Capitão Sílvio de Farias (Jaru), ambas 5,5; Marechal Cordeiro de Farias (Pimenta  Bueno), 5; Sete de Setembro (Espigão do Oeste), 5; Brasília (Porto Velho) e Josino Brito (Cacoal), ambas 4,9; Heitor Villa Lobos (Ariquemes), 4,8; Simon Bolívar (Guajará-Mirim), 4,5; e Marechal Rondon (Vilhena), 4,2.

Os resultados divulgados pelo Ministério da Educação na primeira quinzena do mês de setembro, apresentam os níveis de aprendizagem em Língua Portuguesa e Matemática do 3º ano do Ensino Médio, que surpreenderam, e da mesma forma, a taxa de aprovação nos demais anos escolares.

Desde 2005, quando foi criado o Ideb, os resultados apontam o Ensino Médio estadual com o melhor desempenho de todas as edições anteriores, evoluindo em 2019 no rendimento escolar e no desempenho da etapa, após anos em estabilidade. Na edição de 2017, o Estado possuía um Ideb de 4.0 no Ensino Médio, ficando em quinto lugar no cenário brasileiro. Nesta edição de 2019, o Estado obteve nota 4.3, faltando pouco para atingir a meta de 4.8 proposta pelo Inep.


Os resultados ampliam as possibilidades de mobilização da sociedade e do Poder Público em favor da educação, pois indicam a necessidade de melhorias no sistema, difundindo e valorizando a cultura do aprendizado.

O programa do Ministério da Educação atende atualmente a 18 escolas, sete delas só aderiram a ele em 2020, ano marcado pela pandemia mundial do coronavírus. As que se classificaram este ano já haviam obtido notas significativas em 2017, como informa a Diretoria Geral de Educação da Seduc. O Ideb é avaliado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep).



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here