Cras recebem inscrições de gestantes para a 2ª fase do Programa ‘Mamãe Cheguei’

0
27

Está aberto o período de cadastro para a 2ª fase do Programa Mamãe Cheguei, criado pela Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas) com o intuito de fortalecer o vínculo familiar entre mães e filhos. A 2ª fase encerra no dia 5 de setembro e a expectativa é alcançar duas mil gestantes.

Para a primeira–dama e secretária da Seas, Luana Rocha, o cuidado e acompanhamento das famílias beneficiárias é essencial para o fortalecimento das políticas públicas de assistência.

Segundo a coordenadora estadual da Política de Assistência da Seas, Fabiane Passarini, na primeira fase do programa foram entregues 1.550 kits enxovais, e a meta anual é alcançar até 4 mil kits. “Os cadastros das gestantes chegam até nós através do Sistema Estadual de Cadastros de Benefícios. Os dados são enviados pelos Centros de Referência da Assistência Social (Cras). Cada gestante recebe o devido acompanhamento desde a gestação até o nascimento do bebê”, explicou.

QUEM PODE PARTICIPAR:

Podem participar do programa gestantes com até 22 semanas de gestação (6 meses), que estejam em situação de vulnerabilidade social e inscritas no Cadastro Único (CadUnico). Além disso, devem estar sendo acompanhadas pela rede municipal do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e estar com o pré-natal em dia.


COMO SE CADASTRAR

Para participar do programa a gestante deve procurar o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) do município que reside, acompanhada com os seguintes documentos: Comprovante de inscrição do Cadastro Único do Governo Federal, fornecido pela Gestão Municipal do CadÚnico; Documento de identificação pessoal; Inscrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF); Comprovante de residência e cartão do pré-natal da gestante.

SOBRE O PROGRAMA

O Programa Mamãe Cheguei tem como objetivo principal a redução da mortalidade infantil por meio do fortalecimento do vínculo entre mãe e filho, além de contribuir com os cuidados essenciais nessa fase de tamanha importância. A Seas, em parceria com os municípios, destina para as gestantes participantes do programa kits enxovais contendo 19 itens, entre banheira, fraldas, roupinhas e demais produtos essenciais para os cuidados com o bebê.

“Tudo é pensado quando se trata de políticas públicas. Nós fazemos o planejamento e contamos com a colaboração os municípios que atendem as gestantes na ponta, tendo o contato direto com elas e os bebês. Cuidando desse vínculo fortalecemos nossas políticas assistenciais”, ressaltou Fabiana Passarini.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here