Corpo de indigenista morto por flechada é enterrado em Alta Floresta do Oeste

0
16

Amigos, familiares e pessoas que trabalharam com Rieli Franciscato deram o último adeus ao indigenista hoje, quinta-feira (10), em Alta Floresta do Oeste, cidade onde ele morava. O corpo chegou na cidade por volta das 10h50 e foi velado durante o dia. O sepultamento ocorreu por volta das 17h (hora local) no Cemitério da Pequena. O sertanista morreu na quarta-feira (9) após ser atingido por uma flecha no tórax, lançada por indígenas isolados em Seringueiras.

Rieli era reconhecido como sendo um dos maiores indigenistas do país, tendo dedicado 30 anos de sua vida no cuidado e proteção dos povos isolados. O coordenador da Frente de Proteção Etnoambiental Uru-Eu-Wau-Wau (FPEUEWW) defendia o não contato com os grupos e atuava para evitar um conflito com a população local. Franciscato também fez parte da equipe que demarcou a primeira terra exclusiva para indígenas isolados

“Eu o conhecia desde criança. Era uma pessoa simples, humilde, sincero, uma pessoa que não tinha rancor, era uma pessoa boa de coração”, disse à Rede Amazônica o presidente da Associação Indígena Doathato, Márcio Aruá.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here