Azul encerra operações em Ji-Paraná e exige instalação para orientação de pouso

0
82

A Azul Linhas Aéreas demitiu os seus funcionários do aeroporto José Coleto, de Ji-Paraná e, consequente, fechou o seu atendimento ali. A empresa, que não está operando na cidade desde março e decidiu manter suas operações somente em Porto Velho.

A Azul não vai mais disponibilizar voos para a cidade. Para voltar a operar aqui, o que pode acontecer em dezembro deste ano, ela exige a instalação de um equipamento que auxilia na realização dos pousos, uma vez que muitos cancelamentos e mudanças de rotas têm ocorrido em decorrência de chuvas ou das fumaça de queimadas.

O secretário regional de governo em Ji-Paraná, Everton Emeri Esteves, informou que o equipamento já está instalado e o processo de certificação encontra-se em andamento. “A certificação deve ser concluída nos próximos dias. Para que ela ocorra, foi nos solicitados dois ajustes no aeroporto: o primeiro deles era construir a cerca de proteção no entorno, o que já foi feito. O segundo é a realização do serviço de terraplanagem com a medida requerida nos critério para deixar a pista mais evidenciada, e este serviço já está com 40% concluído. Ainda este ano essa certificação será concluída e tudo será normalizado”, garantiu o secretário.

Esta situação está causando grande preocupação entre os donos das 17 agências de viagens existentes em Ji-Paraná. Rosângela Ferreira, que tem três estabelecimentos nessa área —  dois em Ji-Paraná e outro em Ouro Preto do Oeste — relata que está difícil manter as agências abertas: “Estamos sem voos em Ji-Paraná desde o mês de março, e estamos direcionando nossa demanda para Porto Velho. Nosso faturamento, devido a isso, caiu mais de 70%. Não fosse as medidas provisórias do governo, não teríamos tido condições de manter os colaboradores”.

“Infelizmente, mesmo assim, fui obrigada a fazer demissões. Nós esperamos que haja uma solução rápida para esse problema, e vamos correr atrás para que isso possa acontecer. Problema de demanda Ji-Paraná nunca teve, pois nossos voos sempre saíram daqui lotados. Demanda, portanto, nunca foi problema para a Azul”, salientou Rosângela.


 




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here